Abutres Trail Running School

Abutres Trail Running SchoolCom um método de trabalho inovador a “Abutres Trail Running School” é uma escola de trail running para crianças, criada pela Associação Abútrica, sendo a primeira escola com estas características a nível nacional.  No passado Domingo, na Quinta da Paiva, em Miranda do Corvo a “Abutres Trail Running School” realizou o primeiro treino num ambiente descontraído onde participaram cerca de 20 crianças. A alegria foi visível durante e depois deste treino, que durou cerca de 1h30m. No fim a escola ofereceu fruta, pretendendo assim fomentar o consumo de fruta e de hábitos de alimentação saudáveis.

A ideia deste projeto surgiu após o I Trilhos Junior Idealmed realizado no âmbito dos Trilhos dos Abutres, no passado mês de Janeiro e que teve a participação de 200 crianças revelando-se um sucesso e despertando interesse por parte das crianças para este desporto.

“O Trail Running é regido por certos valores importantes ( amizade, camaradagem, respeito pela natureza e solidariedade) que pretendemos  passar às gerações mais novas” afirma João Lamas, coordenador do projeto.

“Pretende-se que as crianças sobretudo se divirtam e ganhem gosto pelo desporto” sublinha João Lamas. Uma das preocupações da Escola foi procurar treinadores com formação em  Desporto para que se respeite o seu desenvolvimento . Os treinadores são Jorge Rodrigues, professor do Ensino básico variante Educação Física na Escola Superior de Educação Física, Pedro Amorim licenciado em Ciências do Desporto e Educação Física pela FCDEF da Universidade de Coimbra e Vitor Gouveia, mestre em treino de Alto Rendimento pela Faculdade de Motricidade Humana da Universidade Técnica de Lisboa. “Estes primeiros tempos são para crianças dos 6 aos 10 anos” referiu um dos treinadores Pedro Amorim salientando que “a curto prazo e atendendo às solicitações que nos têm sido feitas a idade vai ser alargada até aos 14 ou 16 anos”.

“Sabemos qual a importância em respeitar os estádios de desenvolvimento psicomotor das crianças e jovens, não pretendemos queimar etapas mas sim obedecer ao ritmo biológico de cada criança. Esta equipa técnica pretende considerar a maturação biológica de cada criança, procurando dar o estímulo de treino adequado ao desenvolvimento de cada uma. É um método inovador que tem como base o trabalho por estádios de desenvolvimento e não de idades “ explicou outro dos treinadores Vítor Gouveia

“A formação terá uma forte componente lúdica tendo como base o Trail Running, mas incluindo actividades secundárias como jogos, consciencialização ecológica e nutricional, participação em provas, contacto com atletas de elite, experimentação e intercâmbio com outras modalidades” explicou  Jorge Rodrigues que completa o trio de treinadores naturais da terra, Miranda do Corvo.

A escola funciona aos  Domingos de manhã pelas 10h na Quinta da Paiva em Miranda do Corvo e é aberta a todos quantos queiram participar bastando para tal contactar a escola pelo email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Mais informações – João Lamas – 914928602 –  Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Site - http://atrs.abutres.net

Mail - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Facebook – https://www.facebook.com/www.abutres.net

Abutres Running Team

         Abutres Running Team foi um clube constituído no concelho de Miranda Do Corvo. É sobretudo um grupo de amigos  que se juntaram, amantes das actividades ligadas à natureza, nomeadamente a corrida e a caminhada.

         Foi um produto da Internet.  O Vitorino Coragem estava a navegar na Internet no site do Mundo da Corrida e verificou que estava em on-line um individuo de nome Lamas que era de Miranda do Corvo.

 Pelo nome associou que fosse algum residente na Freguesia de Lamas que faz parte do concelho de Miranda do Corvo. Começaram a conversar e chegamos à conclusão que se conheciam e que residiam na mesma zona. Marcaram um treino em conjunto juntamente com o Armando Bandarra. O nome irreverente  e jovem  foi criado na fase da inscrição para o Axtrail. Havendo a necessidade de criar um clube surgiu a ideia de pertencer à Associação Abutrica visto que o Bandarra já pertencia. Acrescentando assim mais uma secção a esta associação valorizando-se mutuamente.

Nesta secção, já efectuaram a primeira prova no Axtrail do Gondramaz realizado em Outubro com bons resultados dos  atletas presentes todos. Excepto Vitorino Coragem, todos fizeram aí a sua estreia atlética, depois seguiu-se a participação na S. Silvestre de Coimbra.

Aproveitando as condições magníficas da nossa região  para a prática de  caminhadas e provas de Trail, efectuaram caminhadas em conjunto  com atletas vindos de outras localidades do país.

  O significado da palavra Trail segundo os entendidos é a seguinte:

  «O Trail é a ligação entre dois pontos utilizando ou criando um single-track, que em português será o chamado carreiro, percurso de pé-posto, onde o piso seja o mais irregular e espectacular possível.»
Victor Ferreira (direitos de autor)

São  portanto corridas de atletismo Radicais efectuadas junto da natureza, com obstáculos naturais para ultrapassar, como ribeiras, trilhos, árvores caídas, muros de pedra, vencer grandes inclinações topográficas, etc.

Desta secção surgiu a prova de referência nacional e internacional que são os Trilhos dos Abutres 

 

Abutres Bike Team

O Abutres Bike Team  foi criado em 2005. Existiam membros do Abutres Futsal Club que praticavam Downhill. Surgiram novos membros para o grupo Abutres  amantes deste desporto radical.

A apresentação oficial foi em Março desse ano no Gondramaz, Miranda do Corvo. Onde também foi baptizada a carrinha Abutrica.

Esta secção tem algum historial de provas realizadas. Gil do Carmo é o elemento com mais experiência na equipa, estando sempre presente no pódio na categoria COTAS a nível nacional. Luís Carvalho (Galho) também fez história nos Abutres ganhando uma prova em Semide, Miranda do Corvo.

O ano de 2010 foi um marco desta secção com a realização de 2 provas no concelho de Miranda, em colaboração do Bike Clube de Coimbra. A 1ª Prova (Regional Centro DHl#3) foi a 15 a 16 de Maio, em Vila Nova e a 2ª Prova (Regional Centro DHU) decorreu um downhill urbano a 4 de Setembro em Miranda do Corvo.

Esta secção esteve sempre ligada ao "downhill", até ano de 2011, com o surgimento de novos membros, praticantes de "btt". Uma "lufada de ar fresco" para uma secção que estava a estagnar. Desta fusão surgiu o primeiro Abutres BTT.

 

Abutres Tinterra

O Abutres TinTerra, nome originalmente baptizado pelo Abutre Sol em 2007, que engloba os amantes do desporto motorizado.

Surge esta necessidade de criar uma secção visto que uma parte significativa dos sócios possuí veículos de todo-o-terreno onde desfrutam dos recursos naturais do concelho de Miranda do Corvo.

Esta secção conta com a realização de várias expedições a Marrocos, mais conhecidas como o projecto OBJECTIVO:MARROCOS. De salientar que em 2009 a expedição teve um carácter humanitário onde foi recolhido no concelho; roupas, alimentação, materiais escolares.

Em 2010 (criação das actividades) os Abutres TinTerra não ficaram atrás das outras secções da Associação Abutrica, no que consta a realização de actividades. Entraram também na história, com a realização do I Abutres TT em Miranda do Corvo.

Em 2012 realizaram outra actividade, focalizada nos amantes da marca mítica de jipes da land Rover - o Primeiro Encontro LAND ABUTRICO.

 

Abutres Futsal Clube

Pode-se considerar que Abutres Futsal Club foi a semente desta Associação.

Decorria o ano 2003. Um grupo de amigos decidiu juntar-se para começar a treinar uma vez por semana futsal. Segunda-feira foi o dia que reuniu mais consonância no grupo. Começaram os treinos no Pavilhão Municipal de Miranda do Corvo. Nesse ano participaram no “Torneio 24H/25 de Abril” realizado pela Autarquia. Conseguiram um 4º lugar. Um resultado que acabou por surpreender devido à inexperiência da equipa face às restantes equipas. No final desse ano resolveram organizar um jantar com os elementos que participaram nos treinos, à qual decidiu-se apelidar no ano a seguir de “Gala Abutrica” ver secções/gala abutrica. Prosseguiram com mais presenças em torneios com resultados medianos.

Hoje em dia, treinam na Casa do Povo de Miranda do Corvo, às segundas-feiras à noite, para não variar, passados todos estes anos.

Com a criação da Associação Abutrica, realizou-se um torneio no Ringue Municipal de Miranda do Corvo com cerca de 10 equipas. Um grande objectivo concretizado, revitalizando uma actividade mítica dos anos 70 e 80.

 

 

camara-miranda-do-corvo freguesia-miranda vila-nova cetro-estagio parque-bilogico bombeiros